Cia de dança alemã Cie Toula Limnaios chega a BH com novo espetáculo

14/10/2009 às 21:46 | Publicado em Dança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , ,

“Les Possédés” faz curta temporada no Teatro Klauss Vianna – Oi Futuro

Os amantes de dança contemporânea terão uma rara oportunidade de conferir uma das mais respeitadas companhias de dança do mundo, que realiza três apresentações na capital mineira. A Cie Toula Limnaios, companhia de dança alemã dirigida pela coreógrafa e bailarina Toula Limnaios e pelo compositor Ralf Ollertz faz curtíssima temporada do espetáculo “Les Possédés” no Teatro Klauss Vianna – Oi Futuro (Avenida Afonso Pena, 4.001, Bairro Mangabeiras).

Cie Limnaios Possedes -  Foto de Cyan

Cie Limnaios Possedes - Foto de Cyan

As apresentações acontecem nos dias 16 e 17 de outubro (sexta e sábado) às 21 horas e dia 18 (domingo), às 19 horas. Os ingressos custam R$15 (inteira) e R$7,50 (meia-entrada). Outras informações através do telefone 3229 3131.

Belo Horizonte abre a turnê brasileira do espetáculo que passará ainda por Fortaleza, Sobral (CE), Recife e João Pessoa até o mês de novembro. “Les Possédés” estreou em junho de 2009 em París, onde realizou uma temporada de três semanas, com todas as sessões esgotadas.

Toula Limnaios também ministra um workshop para bailarinos profissionais no Corpo Escola de Dança (Av. Bandeirantes, 866 – Bairro Mangabeiras), no dia 18 de outubro, às 11 horas. Inscrições e outras informações podem ser obtidas através do telefone 3221 7701.

Cie Limnaios Possedes - Foto de Cyan

Cie Limnaios Possedes - Foto de Cyan

“Les Possédés”
“Les Possédés” é baseado na descrição de diversos personagens e inspirada nas representações psicológicas do ser humano do escritor russo Dostoievsky. Os personagens são pegos em situações surreais, confusas e sinistras. Eles são presos, enlaçados na trama de seus próprios medos, travados entre autoconfiança e incerteza, desejo e fracasso, poder e abuso, idealismo e fanatismo. Possessos pelos próprios demônios internos, abrem uma fenda – sugados, como que hipnotizados, descobrem o abismo por trás da fachada, máscaras do dia-a-dia, aparências que desmoronam mais cedo ou mais tarde.

Não o excesso, mas a noite cotidiana, atrás da qual algo sinistro treme…dois passos à frente… e a alma enegrece… A escuridão está às vezes bem longe, às vezes já brilha nas sombras à beira da paisagem – em acordo silencioso – em terreno incerto – profundamente ameaçadora e elegantemente conjurada.
Uma bela e feérica escavação – dos medos e fraquezas dos corações ansiosos. Uma sombra misteriosa paira sobre os acontecimentos… alguma coisa poderia acontecer a qualquer momento – não óbvia, mas mesmo assim onipresente…

Cie Toula Limnaios (Alemanha)
“A Cie Toula Limnaios é verdadeiramente o primeiro local para dança contemporânea feita na Alemanha.” (Dr. Karin Schmidt-Deister)
A Cie Toula Limnaios foi fundada em Bruxelas pela coreógrafa e “performer” Toula Limnaios e pelo compositor Ralf Ollertz em 1996. Dois anos depois, transferiram a sede da Companhia para Berlim. A Cie Toula Limnaios realiza contatos e trabalhos em conjunto dentro de uma contínua expansão interdiscisplinar.

Cie Limnaios Possedes -  Foto de Cyan

Cie Limnaios Possedes - Foto de Cyan

Em 2001, a Cie foi premiada com o prêmio de desenvolvimento de “Meeting Never Tanz”. Em 2003, a Companhia abriu seu próprio teatro, o Halle – TanzBühne, que têm sido consagrado internacionalmente desde então como um dos melhores espaços alemães dedicados à dança. Em 2004, uma trilogia sobre Becket da Companhia, entitulada “Atemzug”, foi produzido como um filme de dança pela ZDF/arte. Desde 2005, a Cie tem recebid “Basisförderung” (suporte estrutural) do Senado Cultural de Berlim.

O vasto repertório de 25 trabalhos pode ser visto nos palcos alemães assim como internacionalmente na Áustria, Bélgica, Brasil, França, Irlanda, Itália, Lituânia Grécia, Polônia, Senegal, Espanha, Suíça e Venezuela. Atualmente, a Cie Toula Limnaios é uma das mais bem sucedidas companhias de dança contemporânea da Alemanha.

“As coreografias de Toula Limnaios são sempre documentos de desestabilização. Sua existencialidade mergulha na profundidade da alma, tendo conquistado sua excepcional posição na cena da dança alemã. A sofisticação visual das peças nunca param de impressionar. Em suas turnês para o exterior, a Companhia é celebrada com o 1º exemplo da dança de Berlim.” (Tagesspiegel, S. Luzina)

Toula Lamnaios nasceu na Grécia e foi criada em Bruxelas. Após seus estudos de dança clássica e moderna na técnica Alexander e Laban, trabalhou como intérprete de Claudio Bernardo, Régine Chopinot, e como assistente de Pierre Droulers.

Coreografou seus próprios solos e se graduou em Folkwang Hochschule em Essen, com Susanne Link, Malou Airaudo, Jean Cébron, Lutz Förster e Dominique Mercy. Foi membro da Folkwang Tanzstudio, sob a direção artística de Pina Bauch.

Desde 1996, trabalha como coreógrafa independente e criou 25 peças com músicas de Ralf Ollertz. Paralelamente ao trabalho de coreógrafa, trabalha com improvisações ao vivo com Peter Konald e Konrad Bauer, com quem criou o duo “Landscapes”. Turnês e performances têm levado Toula e sua companhia para festivais nacionais e internacionais na Bélgica, Brasil, Chipre, Irlanda, Itália, Alemanha, Grécia, Polônia, Espanha e Venezuela.

“LES POSSÉDÉS” – Ficha Técnica
Concepção e coreografia: Toula Limnaios
Música: Ralf R. Ollertz
Elenco/criação: Mercedes Appugliese, Fleur Conlon, Kayoko Minami, Clebio Oliveira, Ute Pliestermann, Hironori Sugata
Design de luz: Maximilian Stelzl
Figurino: Antonia Limnaios, Toula Limnaios
Assistência: Felipe Luck
Relações Públicas: Silke Wiethe
Mídia visual: Cyan
Organização de viagem: Maximilian .v Aulock

CIE TOULA LIMNAIOS – ESPETÁCULO: “LES POSSÉDÈS”
Teatro Klauss Vianna – Oi Futuro (Avenida Afonso Pena, 4.001, Bairro Mangabeiras).
Período: Dias 16 e 17 de Outubro, às 21 horas. Dia 18 de Outubro, às 19 horas.
Classificação Etária: 18 anos.
Duração: 30 minutos
Ingressos: R$15,00 (inteira) e R$7,50 (meia-entrada)
Informações: 3229-3131

WORKSHOP COM TOULA LIMNAIOS
Data: Dia 18 de Outubro
Local: Corpo Escola de Dança – Av. Bandeirantes 866 – Mangabeiras .
Horário: 11 às 13 horas
Público-alvo: Bailarinos profissionais
Vagas: 20
Valor: R$45,00

Informações e inscrições pelo telefone: 3221-7701
Assessoria de Imprensa: CL Assessoria em Comunicação – 3274 8907.

Anúncios

Festival Internacional 1, 2 na Dança será realizado no Teatro Alterosa, de 8 a 13 de setembro

04/09/2009 às 13:13 | Publicado em Dança | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , ,
Máximas - Tarcísio Ramos - Foto de Eugênio Sávio

Máximas - Tarcísio Ramos - Foto de Eugênio Sávio

Reunindo bailarinos e coreógrafos de várias partes do mundo, a 6ª Edição do Festival 1,2 na Dança irá trazer ao Teatro Alterosa (Av. Assis Chateaubriand, 499 – Floresta), entre os dias 8 e 13 de setembro, uma intensa programação de espetáculos, exposições, mostras de vídeos e lançamentos de livros.

O primeiro dia do Festival fará uma homenagem a grandes mestres da dança, representados por trabalhos de: Luis Arrieta, Sônia Mota, Arnaldo Alvarenga, Lina Lapertosa e de um dos artistas selecionados para o evento, Tarcísio Ramos, com um trabalho que homenageia todos os mestres. Na mesma noite, haverá o lançamento do livro “Arte da Composição – Teatro do Movimento”, de Cássia Navas (SP) e Lenora Lobo (Brasília), e abertura da exposição “In Company With Sônia Mota”, com fotos de diversos trabalhos da artista.

Pas Deux - Staccato Paulo Caldas Foto de Bruno Veiga

Pas Deux - Staccato Paulo Caldas Foto de Bruno Veiga

Nas noites seguintes, o Festival abre espaço para os convidados: Niv Sheinfeld (Israel), Muriel Romero (Espanha), Maria Alice Poppe (Brasil), Asier Zabaleta (Espanha) – que coreografou a primeira co-produção do 1, 2 na Dança com a bailarina Andréa Anhaia, além de oito trabalhos profissionais selecionados de diversas localidades do país. O “1, 2 na Dança” conta com o patrocínio da Caixa e da Arcelor Mittal (Lei Municipal de Incentivo à Cultura).

A Mostra internacional de solos e duos tem na sua estrutura genética a paixão por uma dança autoral, pelo consagrado e pelo experimental e também um flerte permanente com a memória presente.

Serenata do Adeus - Arnaldo Alvarenga e Sônia Mota - Foto de Silvia Machado

Serenata do Adeus - Arnaldo Alvarenga e Sônia Mota - Foto de Silvia Machado

São seis anos de história, de idéias, de esforços e parcerias pela dança. O evento tornou-se um marco na dança contemporânea mineira, criando espaço e estrutura para a apresentação de solos e duos coreográficos, fomentando a dança contemporânea e sua cadeia produtiva. E hoje é uma referência na produção de dança do país. A iniciativa contribui para difundir e fomentar o mercado artístico da dança, estimulando a pesquisa e a criação.

Festival Internacional 1, 2 na Dança – 6ª Edição
Data: 8 a 13 de setembro (Terça, às 19h30. Quarta a sábado, às 21h. Domingo, às 19h)
Loca: Teatro Alterosa – Av. Assis Chateaubriand, 499 – Floresta

INGRESSOS – na Bilheteria do Teatro Alterosa
R$ 12,00 (inteira) e R$ 6,00 (meia-entrada)
Entrada gratuita para a Mostra de VÍDEO-DANÇA, 08/09, às 19h30.

Informações ao público: (31)3237-6611
Email: umdoisnadanca@uol.com.br
Site: http://www.uai.com.br/teatroalterosa

Assessoria De Imprensa: CL Assessoria em Comunicação
(31) 3274 8907


Entries e comentários feeds.