“Uma viagem além da porta”, de Gisele Lemos

29/09/2009 às 14:27 | Publicado em Literatura | 2 comentários
Etiquetas: , , , ,

Escritora mineira lança livro que traz o cotidiano, as reminiscências e bom humor de uma mulher contemporânea

Foto de Paulo Sassarrao

Foto de Paulo Sassarrao

…“Fui da turma do fundo da sala. Sentava sempre nas últimas carteiras, fingia que estava compreendendo alguma coisa, e sempre tirava nota sete, mais do que suficiente para passar de ano. Fazia parte do clube dos excluídos, cheios de espinhas na cara que, de forma discreta, tentava se aproximar dos engraçadinhos de plantão”…

“Uma viagem além da porta” é o título do primeiro livro da jornalista, escritora e atriz Gisele Lemos, que será lançado no dia 29 de setembro (terça-feira), às 18 horas, na Academia Mineira de Letras (Rua da Bahia, 1466 – Lourdes). Publicado pela Mazza Editora, a obra traz uma coletânea de crônicas produzidas por Gisele entre 2004 e 2009.

O leitor terá a grata revelação do surgimento de uma nova e interessante expressão da recente produção literária brasileira. Gisele é ágil e bem humorada em suas manifestações; seu texto é de uma linguagem contemporânea, ávida e envolvente. Ao ler as crônicas, se tem a impressão que a autora está numa mesa de bar, contando casos para uma turma de amigos. No início do livro, Gisele afirma que irá falar sobre o ‘nada’, mas ao lê-lo, é possível perceber que ela fala sobre um ‘tudo’.

“Uma viagem além da porta” tem como protagonista e narradora a envolvente personagem Shirlene Pires, que instiga o leitor a refletir sobre a ficção e a realidade. Ao brincar de “conta não conta”, ela propõe uma viagem ligada à vida íntima de algum suposto conhecido do leitor. Em outros momentos, Shirlene Pires aparece crítica e convida todos para uma viagem cultural, ao comentar peças teatrais, realizações da MPB, filmes, obras literárias e programas de TV, sempre com ironia e humor. Shirlene Pires propõe também uma viagem cultural: passeios pelas ruas de Belo Horizonte, Rio de Janeiro e Nova York. O seu olhar volta-se algumas vezes para o passado e fixa tipos sociais curiosos como Tonico Ferreira, Martins de Carvalho, Tadeu Aguiar, Geração 70 e Fernanda Holanda. Outras vezes o olhar da protagonista projeta-a no futuro em busca de afeto e propõe um possível encontro com o leitor.

A publicação se deu por incentivo de uma grande amiga de Gisele, a poeta Alícia Maria, que também sugeriu o título do livro. “Queria um título que representasse uma viagem, uma saída de um processo confessional, de uma personagem tão intensa e profunda, Shirlene Pires. Um batismo que traduzisse a libertação e quebra de paradigmas e limites da personagem”, conta a autora. O livro foi escrito entre fevereiro e março de 2004, com o dobro de páginas da versão que chega às livrarias. “Ficou guardado na gaveta até 2007, quando decidi trabalhá-lo para uma possível publicação. Para isso, contei com a ajuda da professora de Literatura e revisora Barjute Bacha. Começamos o trabalho de revisão e reestruturação: algumas coisas foram modificadas, cortadas e o enorme manuscrito virou um livro de 128 páginas”, explica Gisele.

Gisele Lemos
Mineira de Belo Horizonte, já morou no Rio de Janeiro e em Nova Iorque. Cursou jornalismo na PUC Minas; teatro no Rio (Faculdade da Cidade) e em Nova Iorque (no conceituado The Lee Strasberg Theatre Institute). Dos trabalhos artísticos como atriz gosta de citar “Arlequim ainda não morreu por Colombina”, em que teve direção de André Paes Leme; “Rapunzel”, dirigida por Rômulo Duque; “O Noviço”, por Kalluh Araújo e “Sangue e Laquê”, dirigida por Marcus Alvisi.

Para o diretor Marcus Alvisi, “Uma viagem além da porta” são crônicas na qual a autora espia, com humor, e certa dose de lirismo, seus personagens pelo buraco da fechadura. Entre seres fictícios e reais, Gisele vai construindo seu mundo, ou melhor: sua visão de mundo, aliás, extraordinariamente genuína. Suas palavras ecoam através de Shirlene Pires, porém, são palavras às vezes ásperas, porque sua vontade principalíssima era misturar-se com seus personagens na urdidura de suas tramas indo às últimas conseqüências em suas angústias, alegrias e especialmente inquietações. Entretanto, a autora sabe que se isso fizesse, poderia se perder nesse caleidoscópio multicolor, em que os personagens giram vertiginosamente coloridos e encharcados por fortes pinceladas, oferecendo-nos amplos relevos, entre luzes e sombras, abarrotados de dúvidas tão inquietantes quanto às criaturas e situações que descreve.

Lançamento e noite de autógrafos do livro Uma Viagem Além da Porta
Dia 29 de setembro – terça-feira
Horário: a partir das 18 horas
Local: Academia Mineira de Letras – Rua Bahia, 1466 – Lourdes
Editora: Mazza Editora
Páginas: 128
Capa, projeto gráfico e editoração: Rubem Filho.
Fotos: Paulo Sassarrão.
Preço sugerido do livro: R$ 30,00

Assessoria de imprensa| CL Assessoria em Comunicação: 3274 8907


FIC – Festival Internacional de Corais acontece no período de 18 a 27 de setembro

15/09/2009 às 14:40 | Publicado em Música | Deixe um comentário
Etiquetas: , , , , , , , , , , , ,

7ª edição do evento resgata obra do grande compositor e maestro Heitor Villa-Lobos, que introduziu o canto orfeônico nas escolas brasileiras

Baixe a programação completa

O Festival Internacional de Corais 2009 será realizado entre os dias 18 a 27 setembro, em vários pontos turísticos de Belo Horizonte e em onze cidades mineiras. A 7a edição do FIC é uma realização da Universidade FUMEC, patrocínio da Belotur, Cemig, Copasa e CeasaMinas e conta com apoio cultural da Feira Tom Jobim e Regional Centro Sul. Todas as apresentações têm entrada gratuita.

Coral Amigos do São Vicente - Foto de Isabel Lima

Coral Amigos do São Vicente - Foto de Isabel Lima

O Festival Internacional de Corais 2009 acontecerá em 28 locais da capital mineira, entre eles: Hospital Municipal Odilon Behrens, Academia Mineira de Letras, Basílica de Lourdes, Feira de Alimentação Tom Jobim, Palácio das Artes, Mercado Central, Palácio da Justiça, Parque Municipal, SESC Laces JK e Casa do Baile. Neste ano acontecerão também, apresentações em Brumadinho, Ouro Preto, Mariana, Contagem, Tiradentes, Barão de Cocais, Itabira, Itabirito, Lagoa Santa, Santa Luzia e Sabará.

A curadoria e coordenação do Festival são do maestro Lindomar Gomes. O Festival de Corais é um dos eventos mais aguardados pelo público mineiro e pode ser considerado o maior do gênero na América Latina. Ele faz parte do calendário cultural de BH e propicia intercâmbio entre artistas, coralistas, maestros e público. Um de seus objetivos é proporcionar a difusão, integração, incentivo, desenvolvimento e fortalecimento de laços entre corais regionais, nacionais e internacionais.

Coral da FUMEC - Foto de Sam Zalak - Tatarana Fotografia

Coral da FUMEC - Foto de Sam Zalak - Tatarana Fotografia

O Festival Internacional de Corais 2009 irá receber mais de cem coros de diversas regiões do País, totalizando cerca de 5000 participantes. São corais infantis, juvenis e adultos que virão de diversas cidades, como: São José (SC), Fortaleza (CE), Caxias do Sul (RS), Aracaju (SE), Itanhaém (SP), Brasília (DF), Piracicaba (SP), Itaobim (MG), Rio de Janeiro (RJ), Belém (PA). Este ano, participarão dois coros estrangeiros da Colômbia “Coro Infantil de La Universidad Del Cauca” e da Venezuela “Banda Vocal Soco Voz”.

Tema
O tema desta edição é o legado do maestro brasileiro Heitor Villa-Lobos. Villa-Lobos se tornou conhecido internacionalmente como um revolucionário que provocava um rompimento com a música acadêmica no Brasil. As viagens que fez pelo interior do país influenciaram suas composições. Entre elas, destacam-se: “Rosa Amarela”, “Melodia Sentimental”, “Xangô”, “Bachianas Brasileiras”, “O Canto do Uirapuru”, “Magnificat” e “O Trenzinho do Caipira”.

Coral AABBBH - Novos Rumos - Foto de Marcos Godinho

Coral AABBBH - Novos Rumos - Foto de Marcos Godinho

Cada coral participante deverá apresentar pelo menos uma música da obra de Villa-Lobos. Para facilitar para os coralistas, o site do Festival (www.festivaldecorais.com.br) conta com algumas partituras de músicas do maestro para download.

“Apesar da homenagem acontecer somente este ano, em virtude dos 50 anos de sua morte, o Festival se inspira em Villa-Lobos desde o início, quando todos os corais reunidos cantam uma música-tema ao final das apresentações regido por um maestro convidado”, diz Lindomar. Villa-Lobos regeu em um estádio de São Paulo, em 1931, uma concentração orfeônica (canto de três a quatro vozes) chamada “Exortação Cívica”, com 12 mil vozes e em 1944, no Rio de Janeiro, no estádio São Januário, uma concentração de 44 mil vozes.

A música-tema desta edição é “Mestre Villa”, encomendada ao maestro e arranjador Leonardo Cunha com letra do poeta Fernando Brant – que repete as parcerias realizadas com as músicas “Voz Tambor” (2007) e “50 Anos da Bossa Nova” (2008) – e será apresentada em todas as noites do FIC 2009.

Site
No site oficial do Festival – www.festivaldecorais.com.br – estão todas as informações. E, nele os corais e maestros interessados podem consultar o regulamento do FIC, baixar músicas de corais e artistas que se apresentaram em edições anteriores, baixar arranjos para coral de MPB, assistir a vídeos com trechos de matérias e momentos de outros festivais, além de participar da comunidade do Festival no Orkut e seguir o perfil do evento no Microblog Twitter – twitter.com/festivalcorais.

FIC 2009 recebe exposição inédita sobre Villa-Lobos
O Festival Internacional de Corais – FIC 2009 – além das apresentações de centenas de corais homenageando o legado de Villa-Lobos, realizará também, entre os dias 18 e 27 de setembro, duas exposições – uma permanente e outra itinerante – com fotos, textos e material audiovisual sobre o maestro.

Pela primeira vez em Minas Gerais, a exposição trará fotos da família Villa-Lobos, concertos do compositor no Brasil e exterior, Villa-Lobos e amigos e trilhas sonoras compostas por ele. A exposição itinerante acontecerá sempre nos locais de apresentação do FIC 2009 e somente durante as apresentações dos corais. Já a exposição permanente ocorre nos seguintes locais, de 18 a 27 de setembro, em horário comercial:

Parque Escola Cariúnas – BH; Foyer do Grande Teatro do Palácio das Artes – BH (de 12 a 27 de setembro); Sesc Laces JK – BH; Universidade Fumec –BH; Adro do Santuário da Matriz de São João Batista – Barão de Cocais; Museu do Inhotim – Brumadinho; CeasaMinas – Contagem; Itaú Power Shopping – Contagem; Paredão Tiradentes – Itabira; Cine Teatro Pax – Itabirito; Igreja Nossa Senhora da Saúde – Lagoa Santa; Teatro Sesi – Mariana; Casa da Ópera Teatro Municipal – Ouro Preto; Teatro Municipal – Sabará; Centro Cultural Yves Alves – Tiradentes.

O acervo foi cedido ao FIC pelo Museu Villa-Lobos. Serão 83 fotos e mais de 80 registros audiovisuais. A negociação aconteceu em uma visita do coordenador do FIC maestro Lindomar Gomes, ao Museu Villa-Lobos, no Rio de Janeiro. Ele apresentou o projeto do Festival ao diretor do museu Turíbio Santos, que acolheu de imediato a idéia e liberou o acervo para a exposição. O acervo é uma parceria do museu e do IPHAN – Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, vinculado ao Ministério da Cultura.

De acordo com Lindomar Gomes, a exposição representa a possibilidade de interação da música (áudio), o visual e a memória do mestre Villa-Lobos. “Inicialmente a exposição estava programada apenas de forma itinerante, mas conseguimos parceiros que abraçaram o projeto e dispuseram espaços para receber a exposição em tempo integral”, afirma.

Para o público, a exposição acrescenta a integração audiovisual. “O intuito é oferecer um leque mais que sonoro da obra Villa-Lobos. A obra visual atiça ainda mais o fértil imaginário popular, lembrando que Villa-Lobos foi o compositor que mais musicou as etnias brasileiras”, completa o maestro.

A entrada das exposições, tanto a itinerante quanto a permanente, para as apresentações dos corais e os shows é franca.

Para seguir o perfil do FIC 2009 no microblog Twitter, basta dar um follow no twitter.com/festivalcorais

Mais informações: (31) 3425-5761 ou http://www.festivaldecorais.com.br
Sobre o Museu Villa-Lobos: www.museuvillalobos.org.br

Assessoria de Imprensa: (31) 3274 8907 – CL Assessoria em Comunicação


Entries e comentários feeds.